O que é fake news?

Mazáaa! Jornalismo e o que são fake news

Fake news, ou notícia falsa, trata-se de uma informação não verídica publicada através de alguma fonte de notícias. No caso, um veículo de imprensa ou até mesmo a atividade particular de um(a) jornalista famoso(a). Tem como característica principal a inclusão de informações que não são fáceis de se verificar e que não estão completamente corretas.

O termo se tornou mais popular após a eleição presidencial de 2016, nos Estados Unidos. Diversos boatos e notícias falsas povoaram o repertório da imprensa mundial que cobriu o desenrolar da eleição. Os principais alvos das fake news foram os candidatos Donald Trump e  Hillary Clinton. O então presidente eleito Donald Trump chegou a ser nomeado pela imprensa como “o pai do termo fake news”, o que não é verdade. Trump utilizou seu perfil público no Twitter inúmeras vezes para declarar como fake news notícias que não favoreciam sua eleição e até mesmo seu mandato enquanto presidente.

Mas as fake news não visam apenas atingir e desmoralizar a reputação de políticos. Elas contribuem em estratégias ousadas de desvalorização de ações na Bolsa de Valores, na articulação de enfrentamentos religiosos e civis, na projeção de carreira de celebridades e figuras públicas, na aquisição de vantagem competitiva entre empresas de determinados segmentos entre outros.

Embora a expressão “fake news” pareça recente, há registros de que sua origem chegue a mais de cem anos. Só na década de 1980, existem diversos registros sobre o uso do termo. Como por exemplo, o texto publicado em 1891 no "The Buffalo Commercial", em Nova York, que dizia: “O gosto público não aprecia as 'falsas notícias' (fake news) e as poções de 'demônio especial', como as que lhe foram servidas por um serviço noticioso local há um ou dois anos".

Por que só agora se ouve falar em “fake news”?


Segundo o dicionário Merriam-Webster, o adjetivo fake, que em inglês significa “falso, enganoso”, era pouco utilizado até o século 19. O mais comum era se ouvir a expressão “false news”, que possui a mesma conotação.

Curiosidades sobre as “fake news”


Em entrevista concedida ao jornal Folha de São Paulo, em fevereiro de 2017, Robert Darnton - historiador e professor na Universidade Harvard - explica que as notícias falsas são relatadas desde a Antiguidade. Ele conta que Procópio - historiador bizantino do século 6, famoso por registrar a história do império de Justiniano, escreveu um texto secreto, chamado “Anekdota”. Nesse texto, ele criou “fake news”, manchando completamente a reputação do imperador entre outros.

Ou seja, fake news é apenas um “nome moderninho” para uma prática bastante antiga que visa influenciar a opinião pública e desmoralizar alvos bastante específicos. De fato, o assunto merece a atenção de pesquisadores e autoridades governamentais. Por hora, nos resta a pergunta: em tempos de fake news, como podemos ter certeza de que uma informação é verídica ou não? Em quem devemos acreditar afinal?